Meu Bebê

sexta-feira, junho 15, 2012

Como fotografar o bebê recém-nascido!!!

Papai Babão

Acho que já havia comentado aqui sobre como meu marido já é um pai babão, rsrsrs, pois ele é.  Ontem ele sentiu os primeiros chutes do Heitor, e ainda exclamou: até que enfim, né! Deixa eu explicar; o Heitor é meio que brincalhão e fica tirando onda com a cara do pai, às vezes está a galope e no momento que falo: amor coloca a mão, ele está mexendo; só pelo fato de ouvir isso o Heitor se transforma em estátua no mesmo momento. Mais ontem ele deu o ar da graça e deu 3 fights um atrás do outro! Ai que delícia papai... Detalhe que os chutes dele não são uma leve brisa, como algumas grávidas dizem sentir, são MMA puro! Kkkk. 

Patry meu amor, te amo, vc e o Heitor são minha vida!

Mudando de assunto: Ontem recebi um e-mail do papai Patry (vulgo meu marido, kkkk) que me deixou louca de vontade que esses quatro meses passem logo. Como fotografar o bebê recém-nascido...Gente que fofura. Como achei que essa matéria tem que ser de domínio público (bom na verdade já é) decidi partilha-la com vcs.


Como fotografar o bebê recém-nascido

Fotógrafas especializadas em “newborn photography” dão dicas e explicam os truques usados em estúdio. Veja fotos e inspire-se

Também conhecida como “newborn photography”, a fotografia de recém-nascidos começou a ganhar especialistas no Brasil há pouco mais de dois anos. A fotógrafa Fernanda de Oliveira Sanchez, do Studio Gaea, é uma delas. Atualmente também dá cursos sobre o assunto e só fotografa bebês de até 15 dias. “Depois disso, já não categorizo como recém-nascido”, diz.



Mas como clicar um bebezinho de menos de duas semanas, que praticamente só dorme? É justamente isso que ajuda na captação de fotos mais elaboradas. Nesta fase, pode-se usar apetrechos como gorrinhos e colchas para registrar o bebê em fotografias merecedoras de porta-retratos – como as que tornaram famosa a fotógrafa Anne Geddes.

Simone Silvério, da Trend Photo, comenta: “No início o bebê é mais maleável e conseguimos colocá-lo em diferentes poses”. Depois de 15 ou 20 dias ele já começa a ficar mais agitado e sujeito às cólicas. Dificilmente os pais terão uma foto do pequeno dormindo sobre livros, por exemplo.
Algumas fotógrafas preferem não dar chances para que isso aconteça. Loraine Prokisch só faz ensaios de recém-nascidos de até 10 dias de vida e, quando marca uma sessão, ajeita para o bebê ser amamentado perto do horário combinado, para cair mesmo no sono mais profundo. “Quanto maior o bebê, mais estressante fica a sessão de fotos para ele e para a mãe”, acredita.
Ambiente climatizado 
Antes de qualquer coisa, é preciso pensar no conforto e na segurança do bebê. Como o hábito é clicá-los sem roupinha, o ambiente das fotos deve ser climatizado, seja em casa ou em um estúdio preparado. Em qualquer dos dois ambientes é preciso evitar a entrada de correntes de ar.
Mas os cuidados não param por aí. É preciso evitar movimentos bruscos e ter cuidado ao manusear os bebês. E saber que nem todas aquelas poses são naturais. Simone Silvério conta que algumas famosas posições de recém-nascidos em fotos são composições fotográficas feitas no computador e não é indicado tentá-las em casa.

Uma delas é a clássica pose do bebê sentadinho, apoiando a cabeça nas mãozinhas. Simone explica que o clique é feito com alguém segurando o bebê -- e depois as mãos do adulto são apagadas. 



Marina Ushiro
Touquinhas e forros em ambiente próprio para as fotos

Segurança e higiene
Para segurança do bebê, o ideal é registrá-lo em poses mais básicas e sempre com alguém bem perto. Fernanda Sanchez veta o uso de acessórios de vidro ou vasos de louça, pois podem machucar o bebê.

A pediatra Alessandra Cavalcante, do Hospital e Maternidade São Luiz, lembra: “Os recém-nascidos ainda têm o sistema imunológico imaturo e estão sujeitos a mais infecções”. Por isso, todos os envolvidos devem usar álcool gel nas mãos e todos os objetos usados no ensaio devem estar bem limpos, inclusive o equipamento de fotografia.

Também é preferível fazer as fotos perto de uma janela, para aproveitar a luz natural e evitar o uso do flash, incômodo para os bebês.
Com os pré-requisitos de conforto e segurança atendidos, dê asas à imaginação. Cobertores macios e antialérgicos ou pequenos chapéus, por exemplo, dão um toque terno à foto. Os pais também podem usar objetos que mostram o quão pequeno é o bebê ou itens do enxoval, tomando sempre cuidado para não poluir a foto.
Marina Ushiro sugere incorporar objetos que façam parte da vida dos pais. Como um violão, por exemplo, que pode tornar as fotos únicas e inusitadas (veja na galeria). A fotógrafa Anna Grecco também comenta que dá para brincar com diferentes objetos sem arriscar poses mirabolantes.

Olha que lindas!
















Ps: Mais fotos no site Delas

Segunda faço a USG Morfológica e venho contar novidades...Uma bjka na barrigota e bom final de semana!!!

5 comentários:

adoceespera disse...

oinnn... que coisa mais lindas essas fotos!!! Muito fofas!
Sabe que essa coisa de mexer, do pai colocar a mão e parar, aqui acontece a mesma coisa. Gente, é incrível. A Marina pára na hora... só obedece a mamãe! hehehe
bjo!

Priscila Andersen disse...

ai Maaaaa que coisinhas mais gostosas....
eu tb cho o máximo essas fotos com recém-nascidos.. a minha fotógrafa que vai fazer o meu book faz fotos com bebêzinhos e quero fazer com o Kaike!!!

E qto ao Heitor ser sapeca e brincar de estátua com o pai, acho que ele e o Kaike combinaram pq aqui em casa era igualzinho... agora ele ja mexe mais, qd o pai fala c ele assim é q ele mexe mais, mas antes ele parava na hora hehehe era até engraçado...

Beijão amiga e um ótimo fim de semana p vcs 3!!!

Ludmila disse...

Aiii que bebês mais lindos!
Adorei a matéria gata!
Beijos

Dalila disse...

Amei!
Lindas e fofas!!
Ótimas dicas!
Bjs!

Rô Santana disse...

amei o post e as fotos dos bebês.
Vim retribuir sua visitinha e já estou seguindo seu blog
Bjks
Rô Santana
www.dotamanhodoceu.blogspot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...